Ao longo destes últimos cinco anos, tenho dedicado parte do meu tempo a uma constante pesquisa. O universo acadêmico me apresentou um mundo de conhecimento que ajudou a sedimentar o meu conhecimento prático adquirido ao longo dos meus quase 20 anos de carreira. Ora sendo executada na UFP (Universidade Fernando Pessoa), onde concluirei mestrado em Criatividade e Inovação ao final de 2016, ora como aluno especial na FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo), instituições de ensino que foram fundamentais para eu desconstruir e reconstruir minha retórica e meu olhar sobre a casa, o design e suas relações entre o mundo e a alma.

Desta série de estudos, nasceu a inspiração para este site, um espaço onde eu posso compartilhar minhas descobertas, afirmar meu propósito, registrar meus experimentos e, claro, divulgar meus projetos.

O primeiro dos meus experimentos, em parceria com o Center Norte, foi intitulado “O Design Que Transforma”, durante o DW2014 (Design Weekend). Coletamos produtos descartados na região da Zona Norte e, junto com uma equipe de jovens designers, essas peças foram recicladas e “resignificadas”. Foram diversas intervenções com o intuito de transformar o descarte em peças autorais. Ao final, montamos uma exposição no shopping Lar Center, onde as peças foram leiloadas e o valor arrecadado doado para instituições de caridade da região.

Veja mais

Em 2015, o tema reciclagem ficou mais sério, fui convidado para participar do evento BDA (Braderie de l’ Art), realizado no norte da França, que atraiu mais de 15.000 pessoas para a pequena cidade de Roubaux. São milhares de pessoas que visitam esta cidade para conhecer o trabalho de mais de 150 designers de várias cidades da Europa e outras partes do mundo, como Brasil e África. Toneladas de produtos descartados são oferecidas aos designers, com o desafio de construir produtos em uma gigantesca oficina durante três dias de trabalho intenso.

Veja as fotos

“O mundo se transforma, devemos pensar como queremos atuar e estar presente nele.”

 

High Risk Solutions